domingo, 1 de agosto de 2010

Curiosidades Bíblicas

As moças dos tempos bíblicos preocupavam-se muito com sua aparência. Acreditavam que a pele clara era bonita. Se uma jovem ficava bronzeada pelo sol, ela se escondia da vista pública, veja Ct. 1.6.

Nos tempos antigos, às vezes os jovens se casavam com sua meia irmã. Temos um exempo em Abraão e Sara: tinham o mesmo pai, mais diferentes mães, Gn 20.12. Mais tarde, a lei Mosaica proibiu esta prática, Lv 18.9.

O voto feito por uma mulher podia ser anulado por seu pai, se fosse solteira, e por seu marido, se fosse casada. Nm. 30.1-15.

Pela legislação do Veloh Testamento, a mulher acusada de adultério deveria ser submetida a um teste meio incomum para determinar se era culpada ou não. O Sacerdote deveria misturar um pouco de pó do assoalho do Tabernáculo numa vasilha de água santa, Nm 5.11-31. Em seguida, ele declararia que se a mulher fosse culpada, depois de beber a água, as coxas descairiam, o ventre incharia e ela sofreria terrivelmente; se fosse inocente, porém nada aconteceria.
Nos tempos bíblicos acreditava-se que alguns alimentos, como as “mandrágoras“, produziam fertilidade. Muitas vezes eram usadas como encantamentos de amor, leia Gn 30.14-17.

Nenhum comentário:

Postar um comentário